quarta-feira, março 19, 2008

Trajes de Aveiro – Beira Litoral

Por vezes encontramos no mercado postais antigos muito bonitos com trajes portugueses, nem sempre identificados e que deixam algumas dúvidas.

No caso deste, a dúvida foi identificar os trajos, já que apresenta 4 trajos da região de Aveiro.

Mas, com um pouco de pesquisa, consegui, assim, da esquerda para a direita – Salineira, Tricana de 1870, Rapariga de Esgueira e Tricana dos anos 30.

Artigos relacionados: Beira Litoral


terça-feira, março 18, 2008

100.000 visitantes

Caro visitante!

No momento em que superamos as 100.000 visitas a este blog, quero expressar o meu agradecimento pelo seu interesse, pelas palavras de incentivo e por ajudar a divulgar a riqueza patrimonial que os trajos tradicionais portugueses representam.

Muito obrigado!

Carlos Cardoso

quarta-feira, março 12, 2008

Trajes de Cantanhede – Beira-Litoral

O Grupo Folclórico Cancioneiro de Cantanhede é um dos mais fiéis embaixadores da etnografia do Distrito de Coimbra, mais particularmente, da região Gândara – Bairrada, quer em Portugal, quer nas suas deslocações além fronteiras.

No pequeno filme que se segue, pode-se observar a riqueza e diversidade dos trajos desta região.

video

Site recomendado:
Grupo Folclórico Cancioneiro de Cantanhede

Artigos relacionados: Beira-Litoral, Coimbra

segunda-feira, março 10, 2008

Peixeira-Vendedeira – Mira – Beira Litoral

Poço da Cruz é uma pequena aldeia (também denominada de Barra de Mira) pertencente ao concelho de Mira, freguesia de Praia de Mira e onde se procedia à venda do moliço recolhido na Ria de Aveiro, que aqui termina, ligada por um canal ás terras de Mira - o canal de Mira.

A pesca artesanal - arte xávega ou pesca das artes - ainda hoje se pratica na Praia de Mira.

O que o mar dava era depois vendido de porta em porta pela peixeira-vendedeira. Esta trajava saia de flanela de xadrez, blusa de gorgorina com motivos florais, avental de riscado, dois saiotes, sendo um de pano alinhado e o outro de riscado, e colotes. À cintura a algibeira, onde guardava os seus pertences e o resultado da venda, e a anca era cingida por uma cinta cor de vinho.

Na cabeça, o cachené, sobre o qual assentava o chapéu vareiro. A rodilha de trapos era um bom apoio para a selha onde transportava o peixe.

Calçava chinelas de seleiro, embora, muitas vezes, de pés descalços percorria as ruelas das localidades da região.

Outros artigos relacionados: Beira-Litoral

Fonte: Grupo Folclórico Poço da Cruz

terça-feira, março 04, 2008

Reposição do Programa "Folclore"

A RTP Memória está a repor o programa “Folclore - o povo e a música”, uma série documental realizada nos anos 70 onde se procura mostrar as raízes e a musica tradicional portuguesa.
São documentários muito interessantes, quer pela época em que foi filmado (cuja influência é bem visível), quer pelo magnífico trabalho etnográfico apresentado por alguns grupos.
Lamenta-se, no entanto, a hora de transmissão, 2ª a 6ª feira pelas 7:30 horas.
Não sei se estes documentários estão acessíveis noutro suporte (Vídeo ou DVD), mas seria algo muito interessante para coleccionar e estudar.
Fica a sugestão.

Site: RTP Memória