quarta-feira, Maio 16, 2007

Trajes de São Miguel - Açores

TRAJO POBRE DE MULHER E CAMPONÊS
Ela com a tradicional saia de estemenha tecida no tear manual todavia mais rústica com barras simples, somente às riscas ou bordada com bicos, o seu avental com cores ao contrário das saias e também com riscas na parte inferior como a saia ou então de pano xadrez com patrona, a camisa de linho branco ornada com refegos, rendas e entremeios brancos, as suas galochas de madeira e couro, o lenço sempre enramado com cores muito garridas e tons a condizer com a saia bem ao gosto campesino, o saiote e calção de pano branco com as suas rendas e entremeios brancos. Ele com calça de cotim, com suspensórios e fivela atrás, camisa de linhaça branca com riscado branco e azul, com algibeira grande onde era guardado o rolo de tabaco, casaco de cotim podendo ser da mesma cor das calças ou não ou ainda de outro tecido de cor mais ou menos idêntica, casaco conhecido como guarda pó, na cabeça carapuça de lã, e as típicas alpercatas.

CAPOTE E CAPELO E TRAJO DE LÃ RICO MASCULINO
Ela com trajo sóbrio de lã preta podendo ser azul escuro, composto de manto e capelo com saia de estemenha vermelha com ornamento preto na parte inferior, camisa de linho com rendas, entremeios e refegos, avental de linho branco bordado, lenço da cor da saia garrido e sapato abotinado antigo muito usado até ao início deste século, embora remonte ao sec. XVI. Ele com fato de lã preto composto por calças únicas só com aberturas nos lados, casaco com algumas ornamentações também a preto, jaleque, camisa de linho branco bordada a azul, chapéu de lã preta por fora, e feltro vermelho por dentro com abas sobre as costas e botas pretas com vermelho no bordo. Este é um trajo usado pelos camponeses abastados do campo. Existe um original no Museu Carlos Machado (São Miguel, Açores) onde o Grupo efectuou a respectiva recolha.

TRAJO RICO
Ela com a tradicional saia rica de estemenha tecida no tear manual com barra bordada, bordado esse muito trabalhado, cobrindo grande parte inferior da saia, o seu avental também tecido no tear com mesmo tecido, é como a saia bastante bordado em contraste com a saia, as cores da saia e do avental são sempre garridas, passando pelo azul e rosa, suspiro e azul, e preto e vermelho, a camisa de linho branco com refegos ornada com rendas e entremeios, nesse trajo vê-se rendas e entremeios muito ricos e em grande quantidade, o lenço geralmente da cor do bordado da saia, muitas vezes bordado da cor do fundo da saia, até mesmo com quadras de amor, as galochas que nesse trajo são de madeira com pano bordado, as meias de renda e na roupa interior o saiote e calção ornamentados com rendas e entremeios brancos. Ele com o tradicional fato de estemenha tecida no tear manual, composto por calças, casaco e jaleque, o casaco leva na beira um arremate preto e nos braços uns botões de cores vivas, e estes eram consoante a condição social mesmo dentro dos camponeses abastados, chapéu de feltro azul escuro por fora e vermelho por dentro com abas compridas sobre as costas, as típicas botas de couro preto com bordo vermelho na parte superior do cano, a sua camisa de linho branco bordada a azul com refegos na qual a mulher ponha todo o seu esmero, pois tinha muito orgulho no bordado da camisa que o marido usava, este trajo era usado pelos camponeses abastados do campo, e não por nobres ou burgueses, também podia ser de lã preta pura como um original que se encontra no Museu Carlos Machado ( São Miguel, Açores) onde este grupo fez a recolha embora esse não tenha os botões mas sim outros ornamento.

TRAJO REMEDIADO
Ela com a tradicional saia de estemenha tecida no tear manual com barra também bordada embora mais simples, o seu avental também ele tecido no tear e bordado a condizer com a saia e as cores a contrastar.A camisa de linho branco com refegos, ornada com rendas e entremeios brancos, as suas galochas de madeira e couro, o lenço liso da cor do bordado da saia ou ainda garrido enramado a condizer com as cores da saia, na roupa interior o saiote e o calção de pano branco com as suas rendas e entremeios brancos.Ele Calça de estemenha com calças e casaco, camisa de linho com refegos e botas de couro preto com barra vermelha na parte superior do cano.
Texto original do Grupo Folclórico de Cantares e Balhados da Relva, S. Miguel

1 comentário:

jcNavegador disse...

Carlos, Bom dia. Estou participando de feira de Turismo na Faculdade e procuro imagem com trajes tradicional de casal português de Festa. A idéia é imprimir cartaz em tamanho natural para visitantes junto ao cartaz tirar fotos de lembrança referente a Festa da Imigração em São Paulo. Pode me auxiliar com alguma imagem?
Tenho blog - visite: jcnavegador.blogspot.com
meu email: jcnavegador@terra.com.br
Grato.