quinta-feira, janeiro 15, 2009

Aguadeira – Mira – Beira-Litoral


A aguadeira tinha uma função muito importante, aplacar a sede a quem trabalhava no campo e é uma figura recorrente em muitas regiões do país. O seu trajo não era muito diferente das demais trabalhadoras rurais, muitas vezes era escolhida para a função por ser mais nova ou a mais velha, quem mandava escolhia.

Este trajo, pertencente ao grupo folclórico poço da cruz, é composto por saia e blusa de chita, um tecido barato, avental de popelina, 2 saiotes de popelina e 1 de flanela vermelho. Na cintura, transporta uma algibeira e uma cinta cor de vinho ou vermelha.

Na cabeça o lenço de cachené e o chapéu gandarez, que por ser de trabalho não de possuir pena, nem borboleta. Calça tamancos.

Para transporte da cântara de barro usa uma rodilha de trapos e para dar de beber uma caneca e prato de barro

Outros artigos relacionados: Peixeira – Vendeira, Beira-Litoral

3 comentários:

fangueiro.antonio disse...

Caro Carlos Cardoso,

Parabéns pelo belíssimo e importante blogue. Já o conhecia desde há uns tempos, pois procurava nele trajes tradicionais das gentes da pesca.
Agradeço-lhe também a menção ao meu sobre as Caxinas.

Atentamente,
www.caxinas-a-freguesia.blogs.sapo.pt

Bruno Penha disse...

Caro Carlos Cardoso

Acabei de encontrar o seu blog ao fazer uma pesquisa sobre trajes tradicionais portugueses.
Tenho só duas perguntas para lhe fazer.
Porque não põe este filme fabuloso no youtube e porque não contribui para o artigo "traje típico" da wikipedia? Eu sei que provavelmente tem pouco tempo para isso mas seria muito bom para quem se interessa pelo património cultural portugues. E quem sabe, talvez até fique com o bichinho de editar artigos na wikipedia.
E muitos parabéns por este excelente blog.
Atenciosamente
Bruno Penha

Anónimo disse...

Sou da Beira Litoral e nunca vi aquela cantara com prato e caneca no campo... Sempre a vi na cozinha em cima de uma armação... Era levada para a fonte e vinha na cabeça em cima de uma rodilha... No campo havia poucas mulheres e bebia-se principalmente vinho... a água que era levada ia numa cantarinha de gargalo estreito com uma parte larga a meio... aquilo que a mulher leva na cabeça é um chapeu sem abas.... Continuo a dizer que muitas dessas tradições têm origem nos povos da Ria de Aveiro...Leiam o primeiro capitulo das «VIAGENS NA MINHA TERRA» e os «PESCADORES»

Antonio Angeja