terça-feira, outubro 11, 2011

Traje de Monte – Perre – Viana do Castelo



Nas tarefas do monte, como cortar mato, vestia-se assim em Perre:
Homem
Traje de trabalho, muito simples, em que: as calças são de fraldilha, em tons de castanho, com abertura e bolsos na frente, feitas de lã, tecidas no tear. Eram utilizadas principalmente no Inverno. A camisa é branca, de estopa e, sobre ela veste o colete de fazenda preta que aperta à frente com botões.
Usa, ainda, uma faixa preta à cinta, tamancos e carapuço de lã ou chapéu de feltro preto.
Pode ainda usar, facultativamente, polainas de saragoça com botões de apertar ao lado, utilizadas para resguardar as pernas no trabalho, e vara com a cabaça do vinho.
Mulher
No traje do monte, a saia, pelo meio da perna, alterna o castanho - que domina - com listas pretas. O “forro” (barra de tecido na parte inferior da saia) é preto e sem bordados. O avental, com riscas próprias, é em tons escuros, tal como o colete que tem o rigor preto aperta à frente com cordões. Chama-se-lhe rigor à parte de baixo do colete junto à cintura, porque obedece a certas medidas de exactidão, a fim de se ajustar o melhor possível ao corpo.
A camisa é branca, em estopa, ou linho grosso pelo meio do braço, terminando com renda ou “bico” em croché. O traje é completado por dois lenços: um na cabeça e outro no pescoço; uma algibeira muito simples, ornamentada com fitas; socos e polainas de saragoça; na mão uma luva, de saragoça, sem dedos, para ajudar a carregar o mato. E apesar deste ser um traje de trabalho, a mulher não descurava o uso do ouro usando brincos (chapólas) e colar de contas, por vezes com uma borboleta.
Fonte: Grupo de Danças e Cantares de Perre

Sem comentários: