domingo, outubro 18, 2009

Museu de Arte Popular

Boas notícias! Um parecer que propõe a reabertura do processo de classificação do edifício do Museu de Arte Popular foi aprovado por unanimidade pelo Conselho Consultivo do IGESPAR no dia 15 de Julho de 2009.
O Museu de Arte Popular, situado em Belém, resulta da adaptação de alguns dos antigos Pavilhões da Vida Popular, integrados no conjunto construído para a Exposição do Mundo Português de 1940. Após a exposição, e por decisão de António Ferro, foi aí instalado o MAP (inaugurado em 1948)
O Museu de Arte Popular encontra-se encerrado ao público desde 1998 para a realização de obras de reabilitação. Em 2006, a então Ministra da Cultura Isabel Pires de Lima, anunciou o projecto da instalação do chamado Museu Mar da Língua Portuguesa no seu espaço.
Entretanto, a colecção do MAP foi transferida para o Museu Nacional de Etnografia, segundo declarações públicas do seu director, para trabalhos de conservação e restauro.
O movimento em defesa do Museu de Arte Popular, que integra a historiadora de arte Raquel Henriques da Silva, a empresária Catarina Porta, a artista plástica Joana Vasconcelos e o jornalista Alexandre Pomar, tem encetado esforços para a recuperação do edifício e da sua magnifica colecção, tendo como objectivo último a sua reabertura.
Fica uma crítica: Talvez por se dedicar à Arte Popular este museu não tem recebido a atenção que merece por parte de algumas elites pseudo-intelectuais, para quem a etnografia, o folclore, a cultura popular, etc., é desprezável e uma vulgaridade do “povo”. Engana-se quem assim pensa, pois não só é ignorante … é também BURRO!
O blog Trajes de Portugal associa-se a este movimento e apela à que assinem a PETIÇÃO em defesa do Museu de Arte Popular.
Visite também o blog Museu de Arte Popular – fechado em Belém, mas aberto aqui.



















5 comentários:

Tânia disse...

posso estar enganada e já ter abordado este tema e por isso desde já deixo as minhas desculpas, mas porque não menciona tambem os trajes académicos nacionais, pois muitos deles contam histórias!!

Vasco disse...

Viva ao folclore Português bom blog


Apresento uma nova empresa de gravação e edição de CD´S .

Visitem o site

www.projectstudios.blogspot.com

Um Grande Bem-Haja

Vasco Ribeiro

TM 911101512

Carlos Cardoso disse...

Olá Tânia
Se procurares podes encontrar neste blog o traje académico de Coimbra, que apenas foi incorporado neste blog por ter uma longa tradição. Os trajes académicos não são trajes regionais, nem tradicionais portugueses. A maioria dos trajes surgiram como cópias dos de Coimbra, outro foram inventados, com base em fontes de inspiração mais ou menos recambolescas.
São estas a razões que me levam a não abordar neste blog o trajo académico.

Anónimo disse...

Caro Carlos Cardoso:
Antes de mais, quero felicitá-lo pelo blogue que sustenta. E para (re)conhecer mais um dos trajes nacionais, deixo o link do Eco museu do Barroso

http://www.ecomuseu.org/Portugues/index2.php

Bem haja!

Helena Teixeira disse...

Olá Carlos!
Acredita que nem sabia que o Museu estava encerrado desde 98? Passeie ao lado em Maio e achei-o abandonado,mas nem dei conta que estava fechado.Uma pena mesmo,acho que toda essa avenida tem história e peso na cultura e turismo da capital e do País.Espero que o reabram o quanto antes.

Jocas gordas
Lena

Ah,deixo aqui o convite para a Blogagem de Novembro da Aldeia.O tema é: O Meu Magusto.
Basta enviar um texto máximo 25 linhas e 1 foto para aminhaldeia@sapo.pt até dia 8 de Novembro.
Bom fim-de-semana :)